Santista, Ilza Joaquim sempre foi apaixonada por fotografia, mas seguiu carreira jurídica. Herdou do irmão uma Olympus-Pen e, mais tarde, adquiriu uma Canon Reflex, analógica, que terminou abandonada. Há quatro anos, retomou o prazer pela fotografia e participou de importantes exposições em Santos, tendo suas fotos publicadas em um livro com imagens da cidade. 

Ilza sempre gostou de ter à mão seu smartphone para fotografar, mas a partir de sua participação no TUmobgrafia, ele passou a ser mais do que uma opção. Sua receita para fotografar é uma pitada de técnica, duas de olhar e um punhado de coração.

Sem fiado e sem perder a ternura
Sem fiado e sem perder a ternura

press to zoom
O borracheiro
O borracheiro

press to zoom
A escolher
A escolher

press to zoom
Sem fiado e sem perder a ternura
Sem fiado e sem perder a ternura

press to zoom
1/4